Por que o MAPI?

O Brasil tem hoje uma agenda bastante comprometida com iniciativas de organizações internacionais e regionais tais como as organizações do sistema ONU, OEA, UNASUL e Mercosul, sobretudo de cooperação técnica e ajuda humanitária a países recém-saídos de conflito ou em crise. Organizações da sociedade civil (OSC) e empresas internacionais estão cada vez mais presentes no Brasil, e OSCs e empresas brasileiras se internacionalizam. Este crescente ativismo do governo, da sociedade civil e do setor privado brasileiro na política internacional, e engajamento com as organizações internacionais gerou também novos desafios. Um destes desafios é a especialização e capacitação de profissionais qualificados para atuar tanto na área de resolução de conflitos como no campo da cooperação para o desenvolvimento.

 

Para atender a demanda crescente por profissionais qualificados nas referidas áreas, o IRI desenvolveu, nos últimos anos, programas de ensino e pesquisa com vistas à construção de capacidades institucionais para a formação profissional. O Mestrado Profissional consolida este processo, oferecendo um curso diretamente voltando para a formação para o mercado de trabalho. O MAPI pretende, portanto, atender à demanda por profissionais em áreas centrais para a inserção internacional do Brasil.

 

A inovadora estrutura curricular do MAPI, que oferece a oportunidade de realização de práticas profissionais em parceria com OSCs, governos, empresas e fundações é o seu maior diferencial, assegurando uma sólida formação e a possibilidade de interação direta com o mercado de trabalho.