Notícias

20/12/2018

Defesa de Tese de Doutorado no mês de fevereiro

No dia 08/02/2019 às 14h, no Auditório do IRI, o aluno Miguel Borbas de Sá irá defender sua tese de doutorado ““Haitianismo”: colonialidade e biopoder no discurso político brasileiro”, orientada pelo professor Joao Franklin Abelardo Pontes Nogueira (IRI/PUC-Rio).

Resumo:

Esta tese de doutorado investiga os modos em que o Haiti é evocado no discurso político brasileiro em diferentes contextos. Usufruindo de enquadramentos analíticos pós-coloniais e foucaultianos, foca-se em duas grandes emergências desta prática discursiva: primeiro, com o inovador léxico do Haitianismo, durante os debates políticos do Império Brasileiro no século XIX; depois, no âmbito do envolvimento brasileiro com a Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH), de 2004 a 2017. O estudo mostra que as atuais narrativas que celebram um ‘Jeito Brasileiro’ de construção da paz falham em notar como noções problemáticas de hierarquias raciais e tecnologias mais eficientes de poder estatal são desenvolvidas e exercidas sobre as populações-alvo. Conclui-se demonstrando que, sob o prisma do Haitianismo, tais discursos celebratórios acerca das intervenções militares Sul-Sul perdem seu apelo político, já que a colonialidade e o biopoder que os informa são expostos, ajudando assim a seguir descolonizando e resistindo à autoridade dos modos emergentes de complexos de poder-saber, para além do tradicional modelo da Paz Liberal.  

voltar