A convite da Prefeitura do Rio de Janeiro, os alunos de Graduação do IRI/PUC-Rio visitam o espaço da Reunião de Chanceleres do G20

A convite da Prefeitura do Rio de Janeiro, os alunos de Graduação do Instituto de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro participaram de uma visita guiada ao espaço da Reunião de Chanceleres do G20. Os estudantes, representantes da Atlética, CARI, Ligas Estudantis, MIRIN, PIBIC, Representações Discentes e TEP, foram recepcionados pelo subprefeito do Centro do Rio, Sr. Alberto Szafran, e pelos Secretários de Ciência e Tecnologia (Tatiana Roque) e Relações Internacionais e Cooperação (Lucas Padilha). Após uma breve apresentação sobre o G20, os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer as dependências dos encontros ministeriais localizadas na Marina da Glória. Também participaram da atividade a Diretora do BRICS Policy Center (Marta Fernández) e o Coordenador do curso de Graduação (Ricardo Oliveira).

Resultado da bolsa de estudos MAPI

Saiu o resultado da concessão de bolsas de estudos para os alunos com melhores desempenhos no ENADE 2022, oferecidas pelo MAPI em parceria com o curso de Graduação do Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio. As Coordenações gostariam de parabenizar os alunos selecionados.

  • João Carmino Mattos Sciammarella
  • Adriano Cysne Gomes
  • Roberto Patrício Fuentealba Caceres Júnior

Processo seletivo de Monitoria 2024.1

Atenção!
Estão abertas as inscrições para o processo seletivo de Monitoria 2024.1 para
disciplinas do curso de Graduação em Relações Internacionais da PUC-Rio!
Não deixem de aproveitar a oportunidade, o processo seletivo estará aberto até o dia 07 de fevereiro.
Confira o edital para mais informações sobre os pré requisitos, disciplinas disponíveis e o processo de inscrição.

Alunos da Graduação e do mestrado Profissional (MAPI), do Instituto de Relações Internacionais, foram recebidos pelo Vice-Presidente local da PetroChina

Na terça-feira, dia 17 de janeiro, alunos da Graduação e do Mestrado Profissional do Instituto de Relações Internacionais estiveram nos escritórios da PetroChina para aprenderem sobre a empresa, suas operações no Brasil e ampliarem o conhecimento sobre a relação bilateral Brasil-China.

A visita faz parte da preparação do grupo de 24 alunos que viajará à China entre os dias 24 de março e 7 de abril, na primeira edição do IRI Global. A viagem permitirá aos alunos o aprofundamento do conhecimento sobre o país e contará com visitas e reuniões com a Embaixada brasileira, universidades chinesas e empresas brasileiras e chineses que operam nos dois países, entre outros. Durante todo o semestre, os alunos são preparados através de disciplina criada especificamente para esse intuito, sob a supervisão da Prof. Maria Elena Rodriguez, do Prof. Carlos Frederico Coelho e da Prof. Isabel Siqueira – Diretora do IRI.

A PetroChina é a maior produtora integrada de petróleo e gás do mundo e os alunos foram recebidos pelo seu Vice-Presidente local, Sr. Yong Yunchao e pela Gerente de Recursos Humanos Camila Rodrigues. Na ocasião, puderam ouvir dos líderes de cada área de atuação da empresa, assim como tomaram a oportunidade para perguntas diversas.

Participação da diretora do IRI, Isabel Siqueira, em Workshop da ONU

A professora Isabel Rocha de Siqueira, diretora do IRI, apresenta hoje no “Expert Workshop on Public-Private Partnerships in Global Data Governance”, organizado pelo High Level Panel on Effective Multilateralism (HLAB) da ONU, com apoio do United Nations University Center for Policy Research (UNU-CPR). O encontro parte do relatório “Breakthrough for People and Planet”, produzido pelo HLAB como insumo para a Cúpula do Futuro, a ser realizada pela ONU em novembro de 2024.

O HLAB foi fundado em março de 2022, como resposta ao chamado do Secretário-Geral da ONU, em “Our Common Agenda”, de 2021, por iniciativas que identifiquem e sanem as lacunas da governança global, fortalecendo o multilateralismo. Nesse sentido, o UNU-CPR tem a incumbência de contribuir com estudos e recomendações que tenham alta probabilidade de implementação por parcerias multi-atores.

O workshop de hoje se volta para parcerias público-privadas no âmbito da governança global de dados. Os panelistas contribuiram com papers que oferecem recomendações para a governança efetiva nessa área e hoje discutem suas considerações junto a representantes dos Estados membros e outras partes interessadas. Todas as recomendações focam em fortalecer as frentes “transformadoras” elencadas no relatório produzido em 2023 pelo UNU-CPR com o titulo “Breakthrough for People and Planet”. Os papers produzidos para o workshop de hoje foram orientados para contribuir principalmente com a frente de Governança Digital e de Dados.

O paper da profa. Isabel Rocha de Siqueira tem como titulo “Fair and Safe Datafication”. Todos os documentos estão disponiveis em https://unu.edu/cpr/project/breakthrough-people-and-planet. O evento conta com cinco panelistas, incluindo a professora, e é aberto pelo diretor do UNU-CPR, Daniel Passarelli, pelo reitor da UNU, Tshilidzi Marwala, pela diretora da Camara de Comercio Internacional, Maria Fernanda Garza, dentre outros nomes.

Aula inaugural do IRI – A política externa e o G20: Aspirações e expectativas

Hoje (05 de setembro), rolou a Aula Inaugural da graduação, com o tema “A Política Externa e o G20: aspirações e expectativas”. Com o RDC lotado, contamos com a presença do professor Feliciano Guimarães e a moderação da diretora do IRI, Isabel Siqueira para debatermos sobre o G20 na perspectiva brasileira e de Sul Global. Arrasta para o lado e confira alguns cliques desse momento!

IRI no Prêmio CAPES de Tese 2023

Luisa Pereira da Rocha Giannini Figueira, pós-graduanda do Instituto de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio), ganhou menção honrosa no Prêmio CAPES de Tese 2023, da área de Ciência Política e Relações Internacionais. A pesquisa, orientada pelos professores Roberto Vilchez Yamato e Florian Fabian Hoffmann, abordou a política nas práticas argumentativas jurídicas internacionais, com foco no governo de Al Bashir no Sudão e a contestação africana.

Seminário e workshop “Fluxos Transnacionais de Armas na América Latina: Tendências e Desafios”

No dia 28 de agosto, o IRI/PUC-Rio, em colaboração com o Centre on Conflict, Development & Peacebuilding (CCDP/IHEID) e o Small Arms Survey, contando com o apoio da FAPERJ e da Swiss Network for International Studies (SNIS), promoveu o seminário “Fluxos Transnacionais de Armas na América Latina: Tendências e desafios”.

As mesas foram mediadas pela professora Monica Herz (IRI/PUC-Rio) e o evento contou com a participação dos palestrantes, Keith Krause (CCDP/IHEID), Carina Solmirano (ATT Monitor), Adam Baird (UNIDIR), Bruno Langeani (Sou da Paz), Gianluca Boo (Small Arms Survey), Ignacio Cano (LAV/UERJ e UNAM), Jorge Restrepo (CERAC / Javeriana). As mesas propuseram o debate sobre a circulação de armas leves no âmbito global e na América Latina, com foco no Brasil, e os desafios de controle dos fluxos.

No dia 29 de agosto, os participantes do evento se reuniram em um workshop para debater caminhos para a colaboração em pesquisas sobre a produção, circulação e controle de armas leves em geral e de fuzis em particular. O objetivo destas vertentes de investigação seria lançar luz sobre os processos sociais, políticos e culturais através dos quais a violência é moldada e reproduzida.

O workshop foi realizado em formato híbrido, contando com a participação de Keith Krause e Pedro Maia (CCDP/Graduate Institute, Geneva); Gianluca Boo e Nicolas Florquin (Small Arms Survey); Monica Herz, Luísa Lobato e Victória Santos (IRI/PUC-Rio); Bruno Langeani (Sou da Paz); Ignácio Cano (LAV/UERJ e UNAM); Jorge Restrepo (CERAC/Javeriana); Renata Dalaqua (UNIDIR); e Tobias Vestner (Geneva Centre for Security Policy).

Pesquisadores vinculados ao IRI participam de GTs na Equipe de Transição

Na última semana, o Gabinete de Transição Governamental apresentou seu Relatório Final, elaborado a partir dos documentos entregues pelos diferentes Grupos de Temáticos no dia 11 de dezembro. Os documentos apresentavam os resultados e balanços obtidos durante o processo de deliberação para a apresentação aos futuros ministros do novo governo. Neste processo, quatro pesquisadores vinculados ao Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio ofereceram valiosas contribuições. 

O professor Luis Manuel Rebelo Fernandes, diretor do IRI, foi nomeado para compor a Coordenação de Transição de Governo na área de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). Diante de um cenário de redução de orçamento para o Ministério, as propostas apresentadas giraram em torno da seleção de um novo dirigente “à altura” para a Autoridade Nacional de Segurança Nuclear, da recuperação do Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada, da revogação dos atos de publicização do Centro de Biotecnologia da Amazônia e, sobretudo, da elevação dos orçamentos do CNPq da Capes para o ano de 2023.

A professora Maureen Santos esteve no Conselho da Sociedade Civil da transição representando o Grupo Carta de Belém (GCB), uma articulação nacional de PCTS, organizações e movimentos sociais de defesa da justiça climática e crítica às soluções de mercado para a crise climática. A participação da professora se concentrou em reuniões e plenárias de diversos GTs para a articulação da transversalidade da questão socioambiental, além de colaborar com o subgrupo sobre novas formas de participação social. Entre as pautas desses grupos estão o fortalecimento de iniciativas agroecológicas e a restauração e ampliação dos meios da participação social, sobretudo de povos e comunidades tradicionais, na formulação da política socioambiental brasileira. 

A professora Fátima Mello, mestre e doutora em Relações Internacionais pelo IRI, participou do GT de Relações Exteriores. Entre as pautas da equipe estavam a retomada da integração regional, a reaproximação com o continente africano, a ênfase na agenda climática e o diálogo com a sociedade civil. A elaboração de um diagnóstico e de uma reorientação para a política externa brasileira foram realizadas. A situação administrativa do Ministério também foi debatida, assim como a dívida do Brasil com organizações internacionais e o problema de sub-representação de mulheres e pessoas negras na diplomacia brasileira. 

Kaio Tavares Rodrigues, também mestre em Relações Internacionais pelo IRI, atuou no Grupo Técnico da Transição de Desenvolvimento e Combate à Fome, a partir do Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (FBSSAN). Dentro do grupo de Relações Internacionais e Segurança Alimentar e Nutricional, contribuiu na elaboração de propostas para a agenda de política externa nessa área, principalmente pensando em políticas estruturais e estruturantes com base na agenda doméstica e visando a promoção do Direito Humano à Alimentação Adequada no ambiente externo. Além disso, integrou a organização de duas plenárias do grupo técnico, que buscam promover um processo de escuta e mobilização de entidades representativas do campo de segurança alimentar e nutricional na sociedade civil.